VIII ASSEMBLEIA GERAL DA HUTURARA 2016

Galileu: Mulheres yanomami ajudam a descobrir nova espécie de fungo

A descoberta ganhou o nome científico de "Marasmius yanomami" para valorizar o conhecimento tradicional da Amazônia
16/07/2019 - 08H22/ atualizado 08H22 / por Vanessa Centamori*

 

 

hutukara 2


Luiza Lima Góes Yanomami carrega dois cestos Motorohima, feitos por ela na comunidade Maturacá, Terra Indígena Yanomami (Foto: Roberto Almeida / ISA)

Ao longo de 17 anos, a bióloga Noemia Kazue, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), manteve guardado na cozinha de sua casa um cesto feito com o Përɨsɨ, uma estrutura de um fungo, similar à uma raiz, usada pela comunidade indígena yanomami para fazer cestarias. Sem saber, lá estava um excelente objeto de estudo, que acabou resultando na descoberta de uma nova espécie de fungo, que foi batizada de Marasmius yanomami.

Continue Reading

Imagens mostram avanço do garimpo ilegal na Amazônia em 2019

BBC analisou imagens de satélite, feitas no início do ano e recentemente, em unidades de conservação no Pará e em Roraima; para líder indígena, declarações de Bolsonaro têm estimulado 'aumento absurdo nas invasões' por garimpeiros.

Por BBC

Frentes de garimpo ilegal de ouro na Terra Indígena Kayapó, no Pará, em julho de 2019; manchas claras indicam atividade mais recente. — Foto: Planet Labs

imagea1

Continue Reading

FBV: PF prende fazendeiro que cobrava pedágio para terra Yanomami

A ação foi feita integrada com o Exército.O acusado construiu um bloqueio com uma cancela em um projeto de assentamento


Por Folha Web

6-13-2016A Polícia Federal em Roraima deflagrou, às 6h da manhã de hoje, a Operação Atalho. Estão sendo cumpridos dois Mandados de Busca e Apreensão, deferidos pela Justiça Federal após representação de inquérito policial que investiga uma rede de apoio ao garimpo na Terra Indígena Yanomami – rio Uraricoera. O investigado D B T foi preso em flagrante em sua residência em Boa Vista/RR, por usurpação do patrimônio da União – art. 2º da lei 8.176/91.

A prática criminosa investigada ocorre em uma fazenda localizada no Projeto de Assentamento Paredão, em Alto Alegre/RR. Há indícios de que o proprietário D B T, conhecido como ZÉ BALA, construiu uma estrada em um dos lotes que ocupa, exigindo pedágio a garimpeiros para terem acesso às margens do rio Uraricoera, via fluvial que dá acesso ao garimpo na Terra Indígena Yanomami.

A investigação aponta cobrança de valores de R$ 100,00 a R$ 500,00 por veículos que fazem transporte de garimpeiros ou da logística do garimpo. Foi construído também um bloqueio com uma cancela na vicinal 6 do projeto de assentamento, forçando passagem pelo pedágio montado por D B T.

Continue Reading