Notícias

Imprimir
PDF

Estudos Pan-Amazônicos promove palestra sobre educação Yanomami na sexta (23), com Armindo Goes da Hutukara.

Escrito por admin on .

Fonte: http://www.ufam.edu.br/index.php/eventos/2369-laboratorio-de-estudos-pan-amazonicos-promove-palestra-sobre-educacao-na-sexta-23

Laboratório de Estudos Pan-Amazônicos promove palestra sobre educação Yanomami na sexta (23)



O Laboratório de Estudos Pan-amazônicos – Práticas de Pesquisa e Intervenção Social – LEPAPIS promove a palestra “A educação na visão dos Yanomami” com Armindo Yanomami, diretor da Hutukara, na próxima sexta-feira (23). O evento ocorre no auditório Alalaú, da Faculdade de Educação, de 9h às 12h. Para se inscrever deve comparecer ao Laboratório Pan-amazônico/LEPAPIS.

Contato: (92)8211-4239/ Email: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Imprimir
PDF

Yanomami de 12 anos passa por tratamento após tortura cometida em trabalho escravo

Escrito por admin on .

5_22_2014YASMIN GUEDES
Editoria de Cidade


O indígena de 12 anos, identificado como A. Y., que foi encontrado pela Polícia Federal durante a operação Kratiras, realizada na última quinta-feira, dia 15, com marcas de maus-tratos foi encaminhado para a Casa de Apoio de Saúde Indígena (Casai), onde será acompanhado por equipes médicas e de assistência social. As marcas teriam sido provocadas por um oleiro, que o teria contratado para trabalhar na confecção de tijolos na Vila Vintém, após a ponte dos Macuxi, sentido Cantá.

Conforme o coordenador da Indígena Yanomami Yekuana da Funai (Fundação Nacional do Índio), João Catalano, o garoto informou que estava com a família na Feira do Produtor, quando recebeu a proposta do oleiro para trabalhar e ganhar dinheiro e, assim, ajudar a família. “O Conselho Tutelar o deixou na nossa responsabilidade, pois nós temos a curatela especial da criança indígena”, informou, destacando que o menino estava desnutrido, machucado e com marcas no corpo como se tivesse sido amarrado.
Imprimir
PDF

Crime ambiental e Menino Yanomami escravo: Sete pessoas são presas pela Polícia Federal

Escrito por admin on .

YASMIN GUEDES
Editoria de Cidade Folha de Boa Vista


A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã de ontem, a operação Kratiras (termo grego para depredação e erosão de minérios) à margem esquerda do rio Branco, após a Ponte dos Macuxi, no Município do Cantá. A ação contou com 50 agentes com o acompanhamento de uma auditoria fiscal do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e agentes do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) com a missão de coibir ações de trabalho escravo e degradação ambiental praticada por empresas que retiravam areia e minérios em áreas da União.

Os agentes federais conversaram com oleiros da Vila Vintém, que trabalham na confecção artesanal de tijolos, no Cantá. Em água, abordaram os balseiros que fazem extração de areia, cascalho e outros bens em área da União. A operação resultou com a prisão de sete pessoas, entre elas quatro empresários, dois operadores de balsa e um oleiro.

Imprimir
PDF

Seminário em Roraima discute mineração em terras indígenas

Escrito por admin on .

5_22_14A partir desta terça-feira, dia 20, até quinta-feira, dia 22, o CIR (Conselho Indígena de Roraima) realiza um seminário com a presença de procuradores federais, pesquisadores e de lideranças indígenas de áreas afetadas pela exploração mineral e impactadas por obras governamentais. O evento será na aldeia Tabalascada, no município do Cantá, com o objetivo de discutir a atividade de mineração em terras indígenas de Roraima.

No início do último mês de abril, o CIR divulgou nota de repúdio contra a autorização prévia para pesquisas minerais em terras do estado de Roraima, emitida pelo Conselho de Defesa Nacional, instância ligada à Presidência da República, conforme publicado no dia 24 de fevereiro no Diário Oficial da União e divulgado na imprensa local. Na nota, o CIR destacava que “o fato representa mais uma vez que o Estado brasileiro continua a mercê dos poderes políticos e econômicos que visam gerar lucros milionários à custa das terras indígenas, desrespeitando totalmente os direitos constitucionais”.
radiotower

Expansão da rede de comunicação dos Yanomami por radiofonia

O projeto tem como meta ampliar a rede de aldeias yanomami interligadas pela comunicação via radiofonia. Atualmente fazem parte desta rede 17 comunidades localizadas na Terra Indígena Yanomami mais a sede da HAY localizada em Boa Vista. A meta deste projeto é ampliar para 87 o número de comunidades, o que corresponde a 32% do total de comunidades yanomami no Brasil (257). Leia Mais ∴